AGENDAMENTO DE CONSULTAS E EXAMES
Escolha o melhor dia e horário
AGENDAR AGORA
EXAMES
Equipamentos modernos para um diagnóstico preciso
QUERO SABER MAIS
Previous slide
Next slide
AGENDAMENTO DE CONSULTAS E EXAMES
Escolha o melhor dia e horário
AGENDAR AGORA
EXAMES
Equipamentos modernos para um diagnóstico preciso
QUERO SABER MAIS
GALERIA
Conheça todos os ambientes do IMOC
Conhecer
Previous slide
Next slide
AGENDAMENTO DE CONSULTAS E EXAMES
Escolha o melhor dia e horário
AGENDAR AGORA
EXAMES
Equipamentos modernos para um diagnóstico preciso
QUERO SABER MAIS
GALERIA
Conheça todos os ambientes do IMOC
Conhecer
Previous slide
Next slide

SOBRE NÓS

0
anos de experiência
0
clientes atendidos
0
exames diagnósticos

NOSSAS ESPECIALIDADES

É a especialidade médica que trata de pacientes adultos, atuando principalmente em ambiente hospitalar. Inclui o estudo das doenças de adultos, não cirúrgicas, não obstétricas e não ginecológicas, sendo a especialidade médica a partir da qual se diferenciaram todas as outras áreas clínicas.

No Brasil, o especialista em clínica médica deve cumprir, além do curso de Medicina, dois anos de Residência médica em Clínica Médica. O termo clínico geral e generalista é erroneamente e popularmente utilizado para designar o médico sem especialização.

É a especialidade que estuda as doenças do coração e também do aparelho cardiovascular. Exames cardiológicos devem ser feitos de forma preventiva e periódica. O médico especialista nessa área é o cardiologista.

O enfarto agudo do miocárdio, a angina de peito, a endocardite, a fibrilação ventricular e a fibrilação auricular estão entre os processos que estuda e trata a cardiologia.

Atualmente, apesar de as doenças cardíacas ainda representarem uma das maiores causas de morte no mundo, a cardiologia é uma das especialidades médicas que apresentam maior evolução, uma vez que possui mais de 100 anos de pesquisas.

Dermatologia é a especialidade médica que tem como objetivo o tratamento do maior órgão humano, a pele. A especialidade engloba ainda doenças causadas em seus anexos: como cabelos, unhas e mucosas, além do tecido subcutâneo (tecido gorduroso).

A dermatologia é dividida em:

Dermatologia clinica: abrange toda doença própria da pele, mucosas, unhas ou cabelos, como também doenças sistêmica com envolvimento destes.

Dermatologia cirúrgica: atua em qualquer tipo de lesão cutânea que requer um ato cirúrgico para removê-la. Faz parte dos atos cirúrgicos:

Cirurgia convencional – por incisão e sutura da pele.

Eletrocirurgia – destruição da lesão com bisturi elétrico.

Quimiocirurgia – destruição da lesão por agentes químicos, como por exemplo, ácido ticloroacético.

Laserterapia – destruição da lesão por laser.

Dermatologia estética: age para manter a integridade e a aparência saudável da pele.

Tricologia: é a parte da Dermatologia que estuda toda e qualquer doença que envolva os cabelos ou couro cabeludo.

Onicologia: estuda toda e qualquer doença que envolva as unhas;

Estomatologia: estuda toda e qualquer doença que ocorra na cavidade bucal (boca, língua e lábios).

Dermatologia laboratorial: realiza exames para confirmação de diagnósticos clínicos.

A dermatologia atua em todos os casos fisiopatológicos que englobam a pele. Desde uma simples infecção ate casos mais graves como tumores. As doenças de pele atingem pessoas de todas as idades; crianças, adolescentes, adultos e idosos.

As doenças de pele mais comuns são a acne, eczemas, psoríase, alergias internas e externas, infecções por bactérias (impetigo, furúnculo), infecções por vírus (verrugas, herpes), infecções por fungos (micoses), doenças sexualmente transmitidas (sífilis, cancro mole), hanseníase, leishmaniose, “fogo selvagem”, reações a medicamentos, neoplasias cutâneas (tumores benignos e malignos), queda de cabelos, e muitas outras.

Endocrinologia é uma especialidade médica que estuda as ordens do sistema endócrino e suas secreções específicas, chamadas de secreções fisiológicas.

As principais áreas de atuação do especialista, que é denominado endocrinologista, são o tratamento de: diabetes, obesidade, doenças da tireoide, desordens da glândula hipófise, distúrbios da menstruação, entre outros.

A endocrinologia possui vários ramos de estudo, como a neuroendocrinologia, tireoide, obesidade e diabetes, adrenais, endocrinologia feminina e masculina, metabolismo dos carboidratos, lipídios e proteínas, tumores neuroendócrinos e síndromes poliglandulares.

A endocrinologia e metabologia busca integrar a endocrinologia clássica com a medicina funcional e o estilo de vida, com o objetivo de otimizar a saúde do indivíduo através uma abordagem holística, centrada na prevenção de doenças antes que se manifestem.

Enquanto a endocrinologia apresenta um campo vasto no tratamento dos órgãos que produzem hormônios, a metabologia é a ciência que estuda o conjunto de mecanismos químicos que o organismo necessita para a formação.

Como resultado, a endocrinologia e metabologia se apoiam em pilares em busca de maior qualidade de vida:

Exercícios físicos regulares.

Alimentação saudável.

Saúde do sono e manejo do stress.

Pneumologia é a especialidade médica a qual é responsável pelo tratamento das patologias das vias aéreas inferiores. O profissional habilitado para atuar nessa especialidade é denominado pneumologista.

Muitas são as patologias tratadas pelo pneumologista, entre elas, destacam-se:

Pneumonia: doença que afeta os pulmões, que se não tratada leva o paciente ao risco de vida. No Brasil, entre as doenças respiratórias, a pneumonia, ocupa o primeiro lugar, portanto, aconselha-se procurar o médico especializado para que o mesmo indique o melhor tratamento ou se necessário, uma internação.

Tuberculose: também conhecida como tísica, causada pela bactéria que denomina-se: Mycobacterium tuberculosis. Esta patologia é contagiosa e mais comum em países em desenvolvimento, apresentando variadas manifestações.

Enfisema pulmonar.

Asma.

Tumores pulmonares.

Insuficiência respiratória.

Gripe.

Bronquites e Bronquiectasias.

Pleurisias.

O médico pneumologista conta com moderna tecnologia, de equipamentos cada vez mais avançados em radiologia e imagenologia para auxiliá-lo em seu diagnóstico, evitando assim, muitas vezes, biópsias e procedimentos invasivos.

A Reumatologia é uma especialidade direcionada a cuidar de doenças autoimunes e osteodegenarativas, ou seja, que possam atingir ossos, cartilagens e articulações, gerando dor. As principais patologias que merecem cuidados de um Reumatologista são Osteoartrite (popularmente conhecida como Artrose), Gota, Fibromialgia, Osteoporose, Artrites pós-infecciosas (após Chikungunya, por exemplo), Artrite Reumatoide, Espondiloartrites e Lúpus Eritematoso Sistêmico. Outras condições mais raras, como Vasculites Sistêmicas, Esclerose Sistêmica, Miopatias Autoimunes e Síndrome de Sjögren também são parte do dia-a-dia do reumatologista.

O sintoma mais consensual entre as doenças reumatológicas é a dor, que pode ser acompanhada por inchaço, vermelhidão, rigidez ou dificuldade de mexer a articulação doente. Pode ocorrer em diversas partes do corpo, como mãos, punhos, pés, tornozelos, quadris, ombros e costas. Em alguns casos cansaço, sono não reparador, boca seca, olho seco, dormência, dores musculares e determinados tipos de lesões na pele, ainda que inespecíficas, podem sinalizar a presença de alguma doença autoimune e é importante que a pessoa seja avaliada por um Reumatologista.

Para realizar um diagnóstico o médico reumatologista conta com a combinação de uma história clínica e exame físico realizados de forma minunciosa com exames complementares que podem auxiliar, como laboratoriais e de imagem.

A Reumatologia avançou muito ao longo dos anos e hoje existem tratamentos modernos e seguros, especialmente os imunobiológicos, que podem agir diretamente na via inflamatória que é responsável pela doença. Além disso, procedimentos como agulhamentos e infiltrações, realizados em próprio consultório, auxiliam os controle de dor de modo rápido e eficaz

O nefrologista é o profissional médico indicado para tratar de problemas relacionados ao sistema urinário. Por vezes, é um especialista que trabalha em juntas médicas, já que muitas doenças que afetam os rins, por exemplo, são sistêmicas e necessitam de outros especialistas também para realizar um tratamento adequado. O nefrologista deve também ter a especialidade de clínica médica.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, um a cada dez brasileiros sofrem de doenças renais, muitas vezes silenciosas em seus primeiros estágios, não manifestando sintomas no início da condição, mas somente quando os rins já não estão exercendo suas funções básicas de filtração adequada do sangue e produção da urina. Portanto, a consulta com um nefrologista é essencial na prevenção de qualquer doença que possa afetar estes órgãos.

A principal doença tratada pelo nefrologista é a injúria renal, que ocorre quando o paciente tem as funções básicas realizadas pelos rins comprometidas. A injúria pode ser aguda, quando os rins deixam de funcionar adequadamente por algum tempo, em função de alguma lesão, por exemplo, ou crônica, quando a perda das funções ocorre de maneira gradual e permanente.

No entanto, existem ainda outros tipos de doenças cujos tratamentos ficam sob os cuidados do nefrologista, como as glomerulopatias em suas diversas etiologias, como, por exemplo, algumas doenças autoimunes; hipertensão arterial; infecção urinária; nefrolitíase (cálculos renais), além de alterações tubulointerticias e suas complicações, entre tantas outras.

Outra função muito importante do médico nefrologista é o acompanhamento e tratamento dos pacientes que, devido ao avançado estado de insuficiência renal, possuem indicação de realizar terapia renal substitutiva, podendo ser por diálise (hemodiálise ou diálise peritoneal) e/ou transplante renal.

A cirurgia do transplante é realizada pelo urologista, mas é o nefrologista que indica o transplante, prepara o paciente, escolhe o doador, em caso de doador vivo, e é responsável pelos cuidados no período pós cirúrgico.

Arritmia cardíaca é um grupo de condições em que o batimento cardíaco é irregular, demasiado rápido ou demasiado lento. Um ritmo cardíaco acima de 100 batimentos por minuto em adultos é demasiado rápido e denomina-se taquicardia. Um ritmo cardíaco abaixo de 60 batimentos por minuto é muito lento e denomina-se bradicardia.

Muitos tipos de arritmia não manifestam sintomas. Quando os sintomas estão presentes podem incluir palpitações ou sentir-se uma pausa entre batimentos. Em casos mais graves, os sintomas podem incluir tonturas, desmaio, falta de ar ou dor torácica.

Embora muitos tipos de arritmia não sejam graves, alguns tipos predispõem a pessoa para complicações como acidentes vasculares cerebrais ou insuficiência cardíaca, enquanto outros podem causar paradas cardiorrespiratórias.

Existem quatro tipos principais de arritmia: batimentos adicionais, taquicardias supraventriculares, arritmias ventriculares e bradiarritmias. Entre os subtipos de batimentos adicionais estão as contrações atriais prematuras e as contrações ventriculares prematuras. Entre os subtipos de taquicardias supraventriculares estão a fibrilação auricular, flutter atrial e taquicardia supraventricular paroxística. Entre os subtipos de arritmias ventriculares estão a fibrilação ventricular e a taquicardia ventricular.

As arritmias têm origem em problemas do sistema de condução elétrica do coração. As arritmias também podem ocorrer em crianças. No entanto, o intervalo normal de batimentos cardíacos é diferente do dos adultos e depende da idade. Há vários exames que apoiam o diagnóstico, entre os quais eletrocardiogramas (ECG) e monitor Holter.

A maior parte das arritmias pode ser tratada de forma eficaz. O tratamento pode consistir em medicamentos, cirurgia e procedimentos médicos, como a implantação de um pacemaker. Os medicamentos destinados a tratar o ritmo cardíaco acelerado incluem betabloqueadores ou antiarrítmicos como a procainamida. No entanto, este último grupo pode apresentar efeitos adversos significativos, especialmente se for tomado durante um longo período de tempo. Os pacemakers são muitas vezes usados para ritmos cardíacos lentos. As pessoas com batimento cardíaco irregular são muitas vezes tratadas com anticoagulantes para diminuir o risco de complicações. As pessoas com sintomas graves de arritmia podem receber tratamento de urgência com cardioversão ou desfibrilação.

Gastroenterologia é a especialidade médica que trata e estuda o funcionamento do aparelho digestivo. É da responsabilidade da gastroenterologia o tratamento de órgãos como boca, esôfago, estômago, intestino grosso, intestino delgado, fígado, pâncreas, vesícula biliar, cólon ou íleo.

A palavra gastroenterologia vem dos termos gregos gastro = estômago + entero = intestino.

O gastroenterologista é o médico especialista em gastroenterologia, que está capacitado para desempenhar as funções clínicas que envolvem o aparelho digestivo. O profissional é capacitado através da prova de título de especialista, formulada por uma Associação de especialidade médica. Após a graduação médica, o médico formaliza sua intenção de seguir determinada especialidade reconhecida pela AMB, o órgão regulador dos médicos no Brasil.

Apenas o profissional médico que tiver o Título de Especialista reconhecido pelo MEC ou comprovar aprovação na prova de Título do convênio AMB-FBG pode utilizar a denominação gastroenterologista.

No Brasil, além do curso de graduação em medicina, o gastroenterologista precisa também concluir um programa específico de residência médica com duração mínima de 2 anos. O médico gastroenterologista pode ainda atuar em áreas que no Brasil não são consideradas especialidades médicas, mas estão relacionadas à gastroenterologia e geralmente necessitam de uma formação acadêmica adicional. É o caso da endoscopia digestiva, gastroenterologia pediátrica, hepatologia e nutrição parenteral e enteral

É a especialidade médica que trata dos distúrbios estruturais do sistema nervoso. Especificamente, ela lida com o diagnóstico e tratamento de todas as categorias de doenças que envolvem os sistemas nervoso central, periférico e autônomo, parassimpático e simpático incluindo os seus revestimentos, vasos sanguíneos, e todos os tecidos efetores, como os músculos. O correspondente cirúrgico da especialidade é a neurocirurgia.

O neurologista, médico que se especializou em neurologia, é treinado para investigar, diagnosticar e tratar distúrbios neurológicos. O neuropediatra trata doenças neurológicas em crianças. Neurologistas também podem estar envolvidos na pesquisa clínica, ensaios clínicos, bem como em pesquisa de ciências básicas da medicina.

Há inúmeras especialidades dentro da neurologia que são de formação básica ao médico neurologista e outros profissionais que se interessam pelo assunto. Sendo assim estes profissionais podem seguir caminhos mais específicos em sua formação acadêmica. As principais subáreas da neurologia são:

Medicina de traumas cerebrais: esta subárea está direcionada a prevenção, avaliação, tratamento e reabilitação de indivíduos que adquiriram traumas cerebrais. Os neurologistas voltados para essa especialidade são importante intermediadores do processo de recuperação médica e melhora dos resultados funcionais de seus pacientes.

Neurofisiologia clínica: o neurologista, psiquiatra ou fisiatra que foca nesta área, procura avaliar e tratar desordens dos sistemas nervoso central, periférico, e autonômico utilizando combinações de avaliações clínicas e eletrofisiológicas como nos casos da eletroencefalografia (EEG), eletromiografia (EMG) entre outros.

Medicina do sono: Esta área é voltada para profissionais com graduação na área da saúde que se interessam no estudo do sono. Neste os profissionais acompanham em aulas práticas os ambulatórios específicos. Essa área visa a identificação dos principais distúrbios do sono, permitindo que os conhecimentos adquiridos sejam praticados no cotidiano do profissional. Atualmente são conhecidos por volta de oitenta distúrbios relacionados ao sono. Esses distúrbios podem ser subdivididos entre: os que provocam insônia, os que aumentam o estado de sono como a narcolepsia, os distúrbios que ocorrem durante o sono porém não alteram sua duração como no caso do bruxismo, sonambulismo e o ronco.

Neurologia vascular: área voltada no foco da avaliação e tratamento de eventos vasculares que afetam o cérebro ou a medula espinhal, são exemplos a hemorragia intracraniana ou da medula, isquemia da medula e o acidente vascular cerebral (AVC).

Medicina neuromuscular: O profissional que se habilita neste ramo da neurologia foca na avaliação e tratamentos das desordens de nervos, músculos ou junções neuromusculares. Como exemplos de doenças que afetam essas estruturas temos a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), neuropatias periféricas como a por exemplo a diabética, distrofias musculares, miopatias, e desordens de transmissão neuromuscular como no caso da Miastenia gravis (doença crônica caracterizada por fraqueza muscular e fadiga rápida quando o músculo é exigido).

Nutrição é a atividade que estuda a fundo as propriedades dos alimentos e busca soluções para promover a saúde a partir da alimentação.

É uma profissão que tem tudo a ver com vida saudável, qualidade de vida e consciência a respeito daquilo que a gente come. O nutricionista tem a importante missão de difundir hábitos como o consumo de alimentos mais naturais, menos industrializados, criando assim um impacto positivo na vida diária da população.

Entre as principais atividades do profissional formado em Nutrição, podemos destacar:

Elaborar diagnóstico nutricional dos pacientes.

Prescrever dietas e suplementos nutricionais para pessoas sadias ou com problemas de saúde.

Fazer controle de qualidade dos alimentos em restaurantes e refeitórios.

Desenvolver e avaliar produtos que possam ser utilizados na alimentação humana.

O nutricionista pode optar por trabalhar em áreas como: nutrição clínica, nutrição esportiva, marketing nutricional, pesquisa e indústria alimentícia; atuando em hospitais, clínicas, indústrias de alimentos, academias, laboratórios de análise alimentar, entre outros.

Para exercer a profissão de nutricionista é obrigatório possuir o diploma de bacharel em Nutrição em instituição reconhecida pelo MEC e obter o registro profissional no Conselho Regional de Nutricionistas (CRN).

O psiquiatra é um profissional da saúde formado em Medicina e com residência em Psiquiatria. Este especialista dedica-se aos transtornos mentais e comportamentais dos indivíduos. É responsável por diagnosticar e tratar as questões de ordem mental, como ansiedade, depressão, fobias, bipolaridade, luto patológico, dependência química e diversos tipos de síndromes.

O psiquiatra pode se especializar em psicoterapia, psicanálise, psiquiatria infantojuvenil, forense, psicogeriatria e saúde mental da mulher. É fundamental esclarecer que somente esse tipo de especialista pode prescrever medicamentos.

Recentemente, a consulta psiquiátrica é uma das que mais foi difundida pela telemedicina, ou seja, é possível agendar um horário online – via computador ou celular/tablet – para conversar com o seu médico especialista em saúde mental.

Quais são as principais doenças tratadas?

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Estresse/ Bournout
  • Síndrome do Pânico
  • Transtorno Obsessivo Compulsivo
  • Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade
  • Síndrome Pós-Traumática
  • Transtornos de personalidade
  • Dependência química
  • Alzheimer
  • Problemas do sono
  • Obesidade

 

Quando devo procurar um psiquiatra?

A manutenção da sua saúde mental merece e deve ter a mesma atenção que você reserva à sua saúde física. Porém, os sintomas de distúrbios mentais podem ser mais difíceis de serem percebidos por cada um. Por isso, é bom ficar atento às suas emoções e comentários de pessoas próximas sobre alterações no comportamento ou na rotina.

O primeiro passo importante é avaliar a frequência das mudanças de humor, com reações desproporcionais, como dificuldade para controlar raiva ou choro, por exemplo. Frustrar-se com facilidade ou baixa tolerância a imprevistos normais do dia a dia podem ser indicativos da presença de transtornos de humor.

As alterações no sono e no apetite também podem ficar no radar para se observar melhor. Alguns transtornos mentais, como Síndrome do Pânico e outros tipos de ansiedade, estão relacionados a distúrbios no sono e precisam ser investigados para receberem o diagnóstico correto. O mesmo ocorre com compulsões alimentares ou perda de apetite.

Dificuldades em lidar com algum vício ou descontrole de hábitos pouco saudáveis como beber, fumar ou usar drogas é outro problema que pode encontrar apoio e ajuda em um psiquiatra.

O hematologista é o profissional especializado em estudar e tratar os distúrbios do sangue, assim como os órgãos formadores do sangue e suas respectivas doenças. Além disso, esse especialista trata também órgãos hematopoéticos, como linfonodos, gânglios linfáticos e a medula óssea.

Isso significa que o hematologista no tratamento de distúrbios sanguíneos, como:

  • leucemia;
  • linfoma;
  • mieloma;
  • anemia falciforme;
  • trombose;
  • hemofilia.

Podemos dizer que a hematologia é uma especificidade médica que trata tanto da fisiologia, quanto da etiologia e das patologias do sangue, além de ser responsável pela precisão do diagnóstico, o acompanhamento do tratamento e também na conscientização da prevenção das doenças sanguíneas.

Em relação aos exames solicitados pelo hematologista, podemos citar:

  • hemograma;
  • metabolismo do ferro;
  • mielograma e biópsia de medula;
  • teste imunológico;
  • coagulograma.

Para o tratamento, o hematologista também atua no acompanhamento do uso de medicamentos específicos para o sangue, administração de plasma e também realizando transplantes de medula óssea.

NOSSO DIFERENCIAL

Uma melhor experiência com nossos clientes é o nosso compromisso

Reembolso

O sistema de reembolso possibilita que o cliente recupere parte do valor da consulta ou procedimento de seu convênio

Atendimento

O agendamento online possibilita economia de tempo no dia da sua consulta ou exames

Resultado de exames

Você será avisado por email e poderá visualizar ou baixar o resultado de seus exames a qualquer momento

CORPO CLÍNICO

Profissionais altamente capacitados fazem parte da nossa equipe médica

Cardiologista, arritmologista (especialista em estimulação cardíaca artificial).

Vasta experiência em Cardiologia, Clínica Geral e Pronto Socorros.

Endocrinologista.

EXAMES

Equipamentos sofisticados é essencial para um diagnóstico preciso

CONVÊNIOS

DEPOIMENTOS

O que dizem nossos clientes

BLOG

Aqui você encontra informações sobre diversos assuntos que contribuem para sua saúde. Aproveite!

Obesidade aumentando no país!

Obesidade aumentando no país! O Ministério da Saúde observou, dentro das avaliações de fatores de risco para doenças crônicas e hábitos de vida, o aumento

Ler mais...

Analgésico como droga

É fato que o analgésico é muito utilizado pelas pessoas e que seu uso sem a devida prescrição médica é um risco para a saúde

Ler mais...

 

Horários de atendimento

Seg-Sex

07:30 às 17:30

Sab

08:00 às 12:00

Contatos

+55(11) 3285-3669

Especialidades

Informação

Exames

Convênios

 

Horários de atendimento

Seg-Sex

08:00 às 17:30

Sab

08:00 às 12:00

Contatos

+55(11) 3285-3669

Especialidades

Informação

Exames

Convênios

© Todos os direitos reservados